Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul: A biodiversidade como vocação

Ancestralidade e contemporaneidade num mesmo lugar


Mato Grosso do Sul: “Bonito até debaixo d’água”

O Pantanal do Mato Grosso do Sul é parte do bioma Pantanal, considerado Patrimônio Natural da Humanidade. Esse ecossistema é berço da nossa história, dos processos do entrelaçamento de diferentes culturas e da construção da identidade brasileira.

A cada hora do dia, a natureza oferece uma nova sensação. A cada horizonte uma paisagem surpreendente se descortina, para deleite do olhar, e convida à experiência com a beleza da região.

Saberes e Fazeres

Memória e bem cultural

A qualidade do artesanato da região sul-mato-grossense e a variedade de estilos impressionam pela qualidade das técnicas e variedade dos materiais. Na grandeza desse território diversas associações e grupos familiares mantêm os saberes das culturas tradicionais e produzem o artesanato original, muitos deles possuem certificação de origem emitida por entidades competentes.

Os fluxos migratórios amalgamaram diferentes influências culturais na formação da população do Mato Grosso do Sul. A versatilidade da arte da cerâmica permitiu a manutenção dos processos artesanais e a preservação das culturas indígenas, que participam de forma preponderante da formação da marca MS.
Os saberes das etnias Terena e Kadiwéu dividem o protagonismo com a tradição europeia na produção do repertório de um artesanato original.

A cerâmica desenvolvida pela etnia Terena é reconhecida como patrimônio imaterial histórico, artístico e cultural, como bem imaterial do Estado de Mato Grosso do Sul, sendo o primeiro bem imaterial a ser registrado.

Os Kadiwéu são conhecidos como ‘índios cavaleiros’e as suas histórias participam da formação do imaginário da República brasileira. Hábeis desenhistas, os artesãos da etnia Kadiwéu, inspirados pelo repertório simbólico de sua ancestralidade, construíram um estilo que se tornou referência da produção cultural do Estado.

A destreza com o domínio da equitação foi retratada pela pintura do artista francês J. B. Debret em 1834.

Ancestral e moderno : Conceição dos Bugres

Com o passar do tempo, o artesanato foi recebendo a contribuição das culturas que migraram para a região e ampliaram o repertório de seus estilos.  A autenticidade da chamada ‘poética dos bugres’ é uma das expressões mais destacadas da diversidade criativa dessa cultura. 

“Tudo é do mato […] A cera é a abelha que faz, a madeira é do mato… Tudo é da natureza do mundo.” — Conceição dos Bugres, 1979 

Autodidata, de origem indígena, Conceição se tornou renomada por sua produção dos chamados “bugres”, esculturas em madeira cobertas por cera e tinta que ela criou incessantemente ao longo de três décadas, no Mato Grosso do Sul, para onde migrou ao deixar Povinho de Santiago, Rio Grande Sul. 

Mato Grosso do Sul: Modos de viver, criar e produzir

Cerâmica Kadiwéu

A tradição da cerâmica do Mato Grosso do Sul

As peças da cerâmica Kadiwéu expressam a beleza que não se esgota e não repete soluções. As cerâmicas são decoradas com padrões que seguem um repertório rico de formas preenchidas com variadas cores. Os pigmentos para sua pintura são conseguidos de areias dos mais variados tons, alguns dos detalhes sendo envernizados com a resina do pau-santo.

Mato Grosso do Sul: Modos de viver, criar e produzir

Indiana Marques: Cerâmica TOP 100

O sucesso do saber trazer ao mundo formas feitas do barro incorporou outras expressões artísticas ao artesanato do Estado do Mato Grosso do Sul. Em 2006, a artesã Indiana Marques ganhou o prêmio do SEBRAE Top 100, curadoria que destaca os melhores artesãos do país. Suas “bugras de cerâmica” são vendidas em 30 lojas de todo o país. Também atende a grandes marcas, como a Natura, e algumas esculturas suas já foram exportadas para Itália, Portugal e outros países da Europa (zurutuza 2011)

Mato Grosso do Sul: Modos de viver, criar e produzir

Amis do Pantanal

Projeto ‘Amis do Pantanal’ arrecada doações para o Pantanal, ensinando o passo a passo de como montar pássaros de crochê, e encaminha doações para ONGs que ajudam o Pantanal. A dedicação a uma técnica tão delicada, como a do crochê, tem produzido objetos com forte apelo afetivo. O resultado final da produção artesanal do Mato Grosso do Sul expressa os mais valiosos atributos do novo luxo, ao reunir em sua produção o resgate dos saberes tradicionais e o brilho contemporâneo da empatia e solidariedade humanas.

Filtre um evento CRAB

Tipo do Evento
Modalidade
Estado
Valor
Funcionamento do CRAB no feriado de Corpus Christi
📅 Quinta-feira, 30/05 - fechado
📅 sexta-feira, 31/05 - aberto
📅 Sábado, 01/06 - aberto